Bandeira do BrasilEm português Bandeira dos Estados UnidosEm inglês Bandeira da EspanhaEm espanhol

Painel de Login

Login

Senha

Entrar

BICHOS DO PANTANAL

 ANHUMA
(Chauna torquata)
Onde: no alto de árvores e arbustos
nas áreas mais úmidas ou em vôo.
Quando: durante o dia.
Trecho: entre o trevo de Albuquerque
e o Buraco das Piranhas.
Chance: muito boa.

 ANTA
(Tapirus terrestris)
Onde: áreas úmidas e na beira
de capões de mata.
Geralmente sozinho.
Quando: principalmente bem
cedo e à tardinha em
ambiente 
 tranquilo.
Trecho: entre a balsa e
o Buraco das Piranhas.
Chance: remota.

 ARARA-VERMELHA
(Ara chloroptera)
Onde: nas árvores mais altas do
entorno e em vôo.
Quando: durante o dia.
Trecho: toda a estrada.
Chance: boa.

 ARIRANHA
(Pteronura brasiliensis)
Onde: nos corpos d´água
maiores e eventualmente
atravessando a estrada.
Quando: manhã e tarde ou
quando o ambiente está bem
tranquilo.Trecho: nas pontes
entre  a morraria e  a balsa e
desta à curva do leque.
Chance: razoável.

BIGUÁ
(Phalacrocorax brasilianus)
Onde: em vôo, nos corpos
d´água e nas árvores do entorno.
as vezes em grandes bandos.
Quando: durante todo o dia.
Trecho: toda a estrada exceto
a na morraria.
chance: muito boa.

 BUGIO
(Alouatta sp.)
Onde: nas árvores do
 entorno,em bandos.
Quando: durante todo o dia.
Trecho: na morraria e até
a balsa e entre a Curva
do Leque e o rio Miranda.
Chance: boa

CAPIVARA
(Hydrochoerus hydrochaeris)
Onde: ao longo de toda a
estrada e junto aos corpos
d´água do entorno.
Quando: durante todo o
dia mas muito comum
de manhã e à tarde.
Trecho: toda a estrada
na parte baixa.
Chance: Ótima

CARACARÁ
(Polyborus plancus)
Onde: na estrada sobre
carcaças e nas árvores
o entorno. muito comum em vôo.
Quando: durante todo o
dia.
Trecho: toda a estrada.
Chance: muito boa.

 CATETO
(Tayassu tajacu)
Onde: atravessando a
estrada e em áreas
abertas (campos) no
entorno, em pequenos
grupos de até 10 indivíduos.
Quando: durante todo o dia
mas principalmente bem
cedo e à tardinha.
Trecho: entre a Curva
do Leque e o rio Miranda
e na morraria.
Chance: razoável.

 CERVO DO PANTANAL
(Blastocerus dichotomus)
Onde: campos inundados,
áreas úmidas e de vegetação
baixa. Só ou em casais e
pequenos grupos de 3 ou
4 indivíduos.Quando: durante
todo o dia mas é mais ativo
de manhã e à tarde.
Trecho: muito comum entre a
balsa e a Curva do Leque.
Chance: boa.

COLHEREIRO
(Platalea ajaja)
Onde: sempre junto aos
corpos d´água.
Quando: durante o dia.
Trecho: principalmente
entre a balsa e a Curva do
Leque.
Chance: boa dependendo da
época.

EMA
(Rhea americana)
Onde: na estrada e nos
campos secos no entorno.
Quando: durante o dia.
Trecho: ao pé da morraria e
após a balsa até o Buraco
das Piranhas.
Chance: boa

 

 GARÇA BRANCA GRANDE
(Casmerodius albus)
Onde: junto aos corpos
d´água do entorno.
Quando: durante todo o dia.
Trecho: toda a estrada
exceto na morraria.
Chance: muito boa.

 JAÇANÃ-CAFEZINHO
(Jacana jacana)
Onde: na beira dos corpos
d´água e movimentando-se
sobre a vegetação aquática
Quando: durante o dia.
Trecho: toda a estrada onde
houver corpos d´água.
Chance: muito boa

JACARÉ DO PANTANAL
(Cayman c. yacare)
Onde: em todos os corpos
d´água ao longo da estrada.
Quando: durante todo o dia.
movimenta-se mais nas horas
mais frescas.
Trecho: quase toda a estrada,
exceto na morraria. especialmente
entre a  balsa e o rio Miranda.
Chance: Ótima

VEJA MAIS
Você é o nosso visitante nº 1350726

Produzido pela Magos Multimídia

Olivertur - Todos os direitos reservados